Os defesas do FC Porto Alex Telles e Éder Militão voltaram a integrar em pleno o treino da seleção brasileira de futebol, que prepara o jogo particular de sábado, com o Panamá, no Estádio do Dragão.

Além dos dois jogadores do campeão nacional português, o apronto realizado durante a tarde de hoje no palco do encontro, na cidade do Porto, contou com a presença do ex-Rio Ave e antigo guarda-redes do Benfica Ederson, além dos ex-FC Porto Alex Sandro, Casemiro e Danilo e do ex-Rio Ave Fabinho.

O selecionador brasileiro Tite teve todo o grupo a evoluir sem limitações no relvado, incluindo os dois jovens sub-20 Glauber e Lucas Santos, que viajaram com a comitiva para o continente europeu, a fim de complementar o lote dos 23 convocados.

Nos primeiros 30 minutos do treino, que foram abertos à comunicação social, os jogadores de campo efetuaram os habituais exercícios de aquecimento, além do conhecido 'meeinho' no centro do relvado, enquanto os três guarda-redes trabalharam à parte.

De seguida, o grupo dividiu-se em duas metades para um exercício conjunto com bola, mas, ao contrário do que aconteceu nos últimos dois treinos, em que Alex Telles e Éder Militão surgiram no 'onze' provável, não foi possível descortinar o escalonamento de Tite para o duelo com o Panamá.

Os dois elementos dos 'azuis e brancos' integraram a equipa sem coletes, na companhia dos defesas Fagner e Miranda, dos médios Fabinho, Felipe Anderson e Lucas Paquetá e dos avançados David Neres, Gabriel Jesus e Richarlison.

A outra parte fez-se representar pelos defesas Alex Sandro, Danilo, Marquinhos e Thiago Silva, os médios Casemiro, Arthur e Allan e os avançados Philippe Coutinho, Everton e Roberto Firmino.

Alex Telles foi convocado pela primeira vez por Tite, em substituição do lesionado Filipe Luís, e procura a estreia absoluta pelo Brasil em pleno Dragão, onde irá envergar a camisola seis, número utilizado pelo ex-portista Branco nos campeonatos do mundo de 1990 e 1994.

Por sua vez, Éder Militão, que vai representar o Real Madrid a partir da próxima temporada, recebeu a quarta chamada de Tite, depois da estreia diante de El Salvador, na goleada por 5-0, em setembro de 2018, e ficou com a camisola 16.

O Brasil defronta o Panamá no sábado, às 17:00, no Estádio do Dragão, no Porto, num encontro que vai ser arbitrado pelo português João Pinheiro.

De seguida, os comandados de Tite viajam para a República Checa, onde, na terça-feira, defrontam a seleção local, em Praga, no segundo de dois compromissos particulares que antecedem a convocatória oficial para a Copa América de 2019, que o Brasil acolherá entre 14 de junho e 07 de julho, medindo forças com Bolívia, Venezuela e Perú no grupo A.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.