O selecionador da Colômbia, Carlos Queiroz, explicou esta terça-feira o porquê de não ter incluído James Rodríguez na convocatória para os embates particulares com Chile e Argélia, agendados para 12 e 15 de Outubro, respetivamente.

"Todas as decisões que tomo são a resposta a uma pergunta muito simples: 'o que é melhor para a equipa?'", começou por afirmar o técnico português em declarações ao jornal 'AS'.

"Não há acordos, nem há cumplicidade. A seleção é maior que eu", completou.

Segundo Queiroz, "é importante consolidar os novos valores da selecção e, para isso, é preciso oportunidades e tempo". Assim, acrescenta, "os jogadores chamados são os que acho indicados".

Antes de terminar, o antigo selecionador de Portugal desmentiu que o jogador, de 28 anos, tenha pedido para ficar fora da convocatória. "Vi alguém dizer que James pediu para não comparecer à seleção e isso não é verdade. São especulações que não têm sentido. Não tenho mais respostas, nem quero entrar em confrontos. Cabe-me falar com honestidade e clareza sobre a decisão que tomei", rematou.

James Rodríguez, que alinhou no FC Porto entre 2010 e 2013, totaliza até à data 76 internacionalizações pela seleção principal da Colômbia. Esta temporada soma um golo em sete jogos pelo Real Madrid, clube ao qual regressou após passar duas épocas no Bayern Munique, por empréstimo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.