O FC Porto venceu hoje o Bétis, por 5-4, no desempate por grandes penalidades, após um empate a um golo nas meias-finais da Copa Ibérica.

Em Portimão, Juanmi colocou os andaluzes em vantagem, aos 13 minutos, mas Zé Luís empatou aos 31', levando a meia-final do torneio de pré-temporada para o desempate por penáltis, com o FC Porto a marcar cinco vezes, contra apenas quatro do Bétis.

Sérgio Conceição mudou oito jogadores em relação ao último desafio com o Fulham, que os 'dragões' venceram por 1-0, com Nakajima e Zé Luís a serem os únicos reforços num onze com vários jovens.

Os 'azuis e brancos' entraram bem na partida, com destaque para Fábio Silva, a dar os primeiros sinais de perigo na frente de ataque. No entanto, seria o Bétis, que tinha William Carvalho a titular, a inaugurar o marcador: aos 13 minutos, Juanmi apareceu no coração da grande área e cabeceou para o fundo da baliza de Vaná, após grande jogada de um ex-dragão, Cristian Tello. Foi o primeiro golo sofrido pelo FC Porto nesta pré-temporada.

Pouco tempo depois, Sérgio Conceição foi obrigado a lançar Danilo Pereira para o lugar de Loum. O médio senegalês queixou-se de dores na coxa direita e pediu para ser substituído.

Aos 21 minutos Emerson ganhou sobre a direita a Manafá e disparou na área, para defesa de Vaná. O FC Porto foi crescendo no jogo e acabou por chegar à igualdade aos 31', graças a Zé Luís, que se estreou a marcar de dragão ao peito: o avançado cabo-verdiano pegou na bola na direita, fletiu para o centro do terreno e rematou em arco, com o pé esquerdo, sem hipótese de defesa para Robles.

Nakajima tentou a reviravolta três minutos depois, mas o remate fortíssimo do japonês saiu ao poste da baliza contrária. Já Fábio Silva (37') obrigou Robles a sacudir com os punhos outro tiro potente, aproveitando o ascendente dos 'azuis e brancos' naquela fase da partida.

A segunda parte começou com dez mudanças no lado do FC Porto: entraram Diogo Costa, Alex Telles, Osorio, Marcano, Saravia, Bruno Costa, Corona, Luis Diáz, Tiquinho Soares e Otávio - Danilo foi o único resistente.

Aos 60 minutos, Otávio rematou de primeira com a parte exterior do pé, Robles estava atento, afastando a bola a soco. O guarda-redes do Bétis voltaria a estar em evidência ao negar o golo a Luis Diáz (70') e a Soares (71'). O extremo colombiano acabaria por sair aos 77 minutos, assim como Otávio, dando lugar a Galeno e Aboubakar, respetivamente.

Já na reta final da partida, Abreu recebeu um cruzamento da direita e teve tempo para tudo: dominar, rodar e atirar, mas o remate saiu por cima da baliza de Diogo Costa.

Com o marcador a não sofrer alterações até ao apito final, a partida acabou por seguir para os penáltis, com o FC Porto a levar a melhor.

Na final, que se disputa no domingo, o FC Porto vai jogar com o vencedor da outra meia-final, entre Getafe e Portimonense, marcada para sábado.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.