SC Braga 1-1 FC Porto

16-04-2017 13:46

SC Braga emite comunicado contra Pinto da Costa

‘Bracarenses’ dizem que o Presidente do FC Porto não teve consideração pelo clube.
Ant
Foto: SAPO Desporto

António Salvador, presidente do SC Braga

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O SC Braga emitiu um comunicado em que condena a ação de Pinto da Costa no jogo de ontem entre as duas equipas. Na nota imprensa, os ‘bracarenses’ avançam que o presidente dos ‘dragões’ mostrou não ter consideração pelo clube ‘minhoto’.

“O SC Braga não pode deixar de interpretar o comportamento do Presidente do FC Porto, ao ausentar-se do lugar que havia assumido na primeira parte, como uma desconsideração para com o Clube, a sua Direção e o seu Presidente. À margem dos estados de humor e dos resultados desportivos estão os emblemas e as relações institucionais, que o SC Braga e a sua Direção sempre estimaram e respeitaram, pugnando, como tal, por idênticas posturas das suas congéneres.”

A publicação surge depois de ontem, Pinto da Costa ter alegadamente deixado a tribuna presidencial devido aos festejos do golo do SC braga que chegou aos seis minutos do encontro. O jogo acabou por terminar num empate 1-1.

Confira o comunicado na integra:

Face a notícias postas a circular sobre factos alegadamente ocorridos, ontem à noite, na tribuna presidencial do Estádio Municipal, vem o SC Braga esclarecer:

  1. O SC Braga reserva-se o direito de convidar, para a tribuna presidencial, as entidades e personalidades que a sua Direção por bem entenda, impondo às mesmas uma conduta assente no respeito e na sobriedade. É dever do SC Braga zelar pela sã convivência entre as diversas entidades representadas na tribuna presidencial, exigindo-se, como tal, moderação em todas e quaisquer manifestações.
  2. José Mendes é, independentemente do cargo que atualmente desempenha no aparelho de Estado, um reconhecido sócio do SC Braga, sendo membro do seu Conselho Geral e antigo presidente da Mesa da Assembleia Geral. Tem acesso, assim, de pleno direito e enquanto membro dos órgãos sociais do clube, à tribuna presidencial, onde tem pautando sempre o seu comportamento pela ponderação e razoabilidade.
  3. A Direção do SC Braga regista que o comportamento de José Mendes ao longo do jogo de ontem foi, mais uma vez, irrepreensível, não se compreendendo, como tal, os desmandos que lhe são imputados. É falso que José Mendes tenha festejado, de forma excessiva ou ofensiva, o golo do SC Braga. Em momento algum José Mendes desrespeitou o FC Porto ou os seus responsáveis, o que a ter-se verificado mereceria, da parte do SC Braga, uma atitude condizente com a postura que a sua Direção exige a todos os convidados para a tribuna presidencial e mais ainda para com os elementos dos clubes visitantes.
  4. O SC Braga não se imiscui em questões político-institucionais às quais é alheio, mas também não permitirá que o envolvam em tais querelas.
  5. De igual forma, o SC Braga condena que tais disputas tenham como palco um espaço nobre como é a sua tribuna presidencial, lamentando quaisquer comportamentos e comentários menos respeitosos que se verifiquem, sobretudo quando eles visem entidades e personalidades convidadas pela sua Direção ou integrantes dos órgãos sociais do clube.
  6. O SC Braga não pode deixar de interpretar o comportamento do Presidente do FC Porto, ao ausentar-se do lugar que havia assumido na primeira parte, como uma desconsideração para com o Clube, a sua Direção e o seu Presidente. À margem dos estados de humor e dos resultados desportivos estão os emblemas e as relações institucionais, que o SC Braga e a sua Direção sempre estimaram e respeitaram, pugnando, como tal, por idênticas posturas das suas congéneres.

A Direção do SC Braga.

Conteúdo publicado por Sportinforma